(61) 3314-1099 contato@grupoorion.com.br

Segurança eletrônica pode ser definida como o conjunto de equipamentos eletrônicos, de forma integrada e sistematizada, sendo o seu objetivo a garantia da segurança das pessoas e de seus bens materiais. Para cumprir a sua finalidade, a segurança eletrônica faz uso de diversos sistemas de vigilância eletrônica e das melhores tecnologias possíveis e disponíveis no mercado. Atualmente, esse tipo de segurança é indispensável nas atividades de segurança privada.

Existem alguns tipos de equipamentos que compõem a segurança eletrônica. Em grande maioria são equipamentos que controlam movimentações em horários não permitidos ou emite algum sinal de emergência (silenciosos ou não), com a intenção de avisar uma atitude ou ação suspeita que afete a segurança do proprietário ou cliente.

Os alarmes são sistemas de detecção desses movimentos, e inibem e previne a entrada de pessoas não autorizadas em determinada área. é importante ressaltar que o sistema de alarme não forma barreiras e nem impede fisicamente algum acontecimento, apenas indica uma situação adversa ou perigosa, sendo de extrema importância a cumplicidade do usuário para a sua eficácia e funcionamento.

Em resumo, sistemas de segurança eletrônica e sistema de alarmes são compostos pelos seguintes equipamentos:

  • Painel de Alarme

O Painel de Alarme é como se fosse o centro de comando do sistema. Ele controla, envia e recebe sinais dos sensores espalhados no imóvel ou no local que é instalado o sistema de segurança eletrônica. Ele é dividido por “zonas” ou “setores” que identificam com precisão o ambiente violado. Por ser micro-processado é totalmente programável, com opção por zona 24 horas e modificação da temporização de entrada e saída. Gerenciado por um teclado, permite inclusão de operações como arme, desarme e verificação de status.

  • Bateria

A função da bateria é justamente permitir o funcionamento de seu sistema caso ocorra uma falta de energia. Essa bateria é constantemente monitorada pelo painel de Alarme, que avisa caso sua carga esteja baixa.

  • Sirene

Na detecção de um evento, a sirene emite um sinal sonoro de 120dB, com o intuito de inibir uma possível invasão.

  • Sensores

Sensores são os dispositivos que identificam alguma movimentação. Temos diversos tipos de sensores dependendo da sua necessidade. Devem ser necessariamente supervisionados por você cliente, avisando a central, caso alguma manutenção seja necessária, como queda do equipamento ou alteração do ambiente em que ele se encontra. Sem o perfeito funcionamento dos mesmos não é possível a identificação de movimentações, podendo até ser um transtorno para o sistema com disparos em falso. Procure sempre, indispensavelmente, manter o ambiente monitorado isolado de correntes de ar, que é o maior problema em acionamentos equivocados.

  • Botão de Pânico

O botão de pânico é um equipamento que quando acionado avisa a central de monitoramento sobre alguma emergência. Caso possua este dispositivo teste-o constantemente e lembre-se que após acionado, providências serão tomadas, portanto fique atento ao toque do telefone.

Por fim, é bom sempre de manter seu sistema de segurança eletrônica atualizado. E, caso não tenha um ainda, lembre-se sempre do quanto é importante e imprescindível cuidar da sua segurança, dos seus equipamentos, dos seus funcionários e do seu empreendimento.

 

Informações retiradas em: http://bit.ly/2lKQkvX

 

Share This