Edifício Vila Lobos | Brasília | DF

6 de janeiro de 2021

A TRANSFORMAÇÃO DO MERCADO DE FM AO LONGO DO TEMPO

O Gerenciamento de Facilities (Facilities Management – FM) vem apresentando crescimento constante ao longo das décadas. Somente no Brasil, fontes indicam que o giro de capital envolvido nas atividades do segmento é de bilhões de reais. A tecnologia em constante mudança e as expectativas cada vez maiores da força de trabalho, porém, tornaram o FM bem diferente do que era há trinta anos.
Surgido nos Estados Unidos na década de 1960, o termo “Facilities Management” descrevia o crescimento de práticas de terceirização dos serviços bancários, relativos a processamento de cartões de créditos e outras transações, porém, uma discrepância em escala global levou à sua eclosão no Brasil e no mundo, anos mais tarde: a necessidade cada vez maior de mão de obra, voltada, a princípio, para segurança e limpeza, aliada à baixa oferta de trabalhadores para esses serviços, com qualidade cada vez mais escassa.
Na década de 1970, embora os computadores ainda ocupassem muito espaço, seus preços foram diminuindo gradualmente, o que os tornou acessíveis a uma ampla gama de setores, inclusive o FM. O ambiente construído, porém, era tratado simplesmente como um local contendo as ferramentas de produtividade. A mentalidade ainda era fabril, sem terceirização, com escritórios em cubículos e mercado imaturo.
Com a mudança da mentalidade empresarial, a década de 1980 vai encontrar o FM “modernizado”. O ambiente construído tornou-se uma ferramenta a qual os gerentes de Facilities poderiam aproveitar para atingir as metas organizacionais, com soluções orientadas, terceirizado, sistemas móveis e mercado desenvolvido.
Do ano 2000 em diante, o FM se desenvolveu de forma variada e a diferentes taxas, gerando uma atividade dispersa e carente de unificação. Com um mercado cada vez mais aprimorado, era necessário foco na otimização de custos e gerenciamento de espaço. As funções e responsabilidades do FM passaram a abranger até mesmo gerenciamento de risco, incluindo planejamento para desastres (algo que foi destacado mundialmente pelos eventos do World Trade Center em 2001) e gerenciamento de conflitos. Na década de 2000, o gerenciamento de Facilities foi igualmente ampliado para incluir funções associadas às operações comerciais, com atividades relacionadas a recursos humanos e folha de pagamento. O escopo do FM estava mudando, e rapidamente.
Hoje, com o advento da covid-19, surgiu uma comunidade verdadeiramente global de FM, com padrões globais, ferramentas educacionais, benchmarks e melhores práticas. Com mercados regionais agora maduros, impõem-se uma disciplina estratégica, instalações de trabalho conjunto, experiência e convivência.
Quanto ao futuro, à medida que o FM mudar a forma como trabalhamos, ao mesmo tempo impulsionará edifícios inteligentes e estabelecerá novas maneiras de trabalhar por meio da IoT e da digitalização. Um mercado global maduro vai definir o FM como facilitador cultural, com foco nas pessoas (RH). O espaço como serviço (SaaS) será entregue sob demanda via Internet, em vez de fornecido localmente. As vantagens de tudo isso? Maior mobilidade, produtividade, flexibilidade e redução de custos.
Por que é importante conhecer a história do FM? Como em qualquer outra análise, é imperativo conhecer o legado de um evento em particular, especialmente aquele que faz sua presença ser sentida tão fortemente no setor de serviços em geral. Para ter sucesso no Gerenciamento de Facilities, é preciso compreender como a função foi definida no passado, como é hoje e qual será o seu futuro.


Relacionados

27 jan 2021

SOLUÇÕES 360°: O QUE SÃO E ONDE VALE A PENA INVESTIR

Quem não gostaria de ser bem sucedido no comando de uma empresa? Em um cenário cada vez mais competitivo e desafiador, é fundamental controlar cada processo. Entre tantos modelos de gestão, destacam-se as soluções 360°, que proporcionam uma visão panorâmica e profunda de toda a empresa. Em toda empresa há uma divisão administrativa natural entre […]

Veja mais

02 jul 2021

Teste Post

LOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsvvvvLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsvLOREM imsLOREM imsvvvvvvLOREM imsLOREM imsvvLOREM imsLOREM imsvvvvvLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsv

Veja mais

03 fev 2021

MAIS DO QUE PRODUTOS E SERVIÇOS: OS CLIENTES DE HOJE BUSCAM EXPERIÊNCIAS

Até pouco tempo, os clientes costumavam fundamentar sua lealdade no preço ou no produto, mas as coisas têm mudado. Os clientes de hoje permanecem leais às empresas devido à experiência que recebem. Isto rapidamente se tornou uma prioridade para as empresas e em 2021 não será diferente. A experiência do cliente (customer experience – CX, […]

Veja mais