Edifício Vila Lobos | Brasília | DF

30 de dezembro de 2020

RETROSPECTIVA 2020

2020 foi um ano incomum, regido por uma pandemia global devastadora. Todos tivemos desafios, mas também vimos surgirem coisas incríveis, principalmente acelerações nas tendências tecnológicas às quais precisamos nos adaptar rapidamente. A seguir, uma breve retrospectiva sobre o que abordamos no ano que se encerra.
Perda de vidas humanas, impacto na economia mundial. Nos primeiros meses do ano, empresas do mundo inteiro já sentiam o efeito do novo coronavírus. Temendo o contágio no local de trabalho, gigantes da tecnologia, como Amazon, Apple e Microsoft pediram aos funcionários que trabalhassem em suas residências, bem como escolas partiram para o ensino remoto. O home office, que já era uma tendência no mundo corporativo, firmou-se como solução ao distanciamento social e à quarentena, provocando inúmeras mudanças, afetando o trabalho em equipe, a produtividade, a colaboração e a comunicação. Aproveitando o isolamento forçado, instituições de ensino do mundo inteiro responderam com uma mudança para o aprendizado on-line, desencadeando um boom para este tipo de educação. Foi a época propícia para aproveitar o tempo extra, reforçar o currículo e aprender novas habilidades.
Com a pandemia do novo coronavírus, o home office se estabeleceu, novos desafios surgiram e as empresas de gerenciamento de Facilities também precisaram se reinventar para suplantar a crise. Era necessário reduzir a concentração de pessoas, a proximidade física da equipe e reforçar a limpeza e a desinfecção. Trabalhadores essenciais, como faxineiros e zeladores, tornaram-se valorosos soldados no combate ao inimigo invisível. O número de casos confirmados da covid-19, entretanto, mostrava um crescimento exponencial. Surpreendendo o mundo, em 10 dias a cidade chinesa de Wuhan erigiu um hospital com 1.000 leitos para tratar pacientes da doença, esforço esse que incentivou outros projetos de construção em todo o mundo dos chamados hospitais de campanha, em um empenho mundial jamais visto de como a arquitetura poderia ajudar no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.
Muitas pessoas permaneciam em casa e medidas de prevenção precisavam ser redobradas, entrando em ação os sistemas de alarme, cercas elétricas e câmeras, gerando mais segurança e conforto para quem estava em home office e também para quem deixara sua empresa fechada.
Com taxas decrescentes de contaminação, com o tempo alguns países já trabalhavam para reativar suas economias, tornando necessário um planejamento para a volta ao trabalho. Estratégias foram estabelecidas para que esse retorno fosse seguro e bem-sucedido, como, por exemplo: estratificação de risco, protocolos de prevenção, informação e treinamento da força de trabalho, sistemas de monitoramento.
As diversas economias mundiais enfrentavam uma série de desafios, o que motivou ações sociais de vários segmentos, mas também evidenciou a necessidade urgente de as empresas investirem cada vez mais em sustentabilidade. O momento pedia atenção ao aspecto social, mas as outras frentes do tripé da sustentabilidade precisavam igualmente seguir em equilíbrio: os critérios ambientais, sociais e de governança corporativa.
Já no final de 2021, surgiram as primeiras vacinas e, juntamente com elas, a corrida para a imunização e a adaptação à nova realidade, agora com o recrudescimento da pandemia. Naturalmente, algumas tendências ligadas à tecnologia avançaram mais do que outras no controle da propagação do novo coronavírus, sobressaindo-se as soluções touchless.
A pandemia causou enormes danos pessoais, econômicos e sociais. Ceifou milhares de vidas ao redor do mundo, exacerbou as muitas interrupções em andamento, fez surgir novas formas de negócio, revelou a inviabilidade de muitos outros modelos e uma verdade: o mundo pós-coronavírus não será o mesmo, tanto em termos de saúde, quanto econômicos e sociais. É preciso, entretanto, encontrar algo positivo diante da adversidade e esta pandemia nos ensinou muitas lições: encontramos um novo e mais profundo significado em nosso trabalho; o ritmo familiar mudou, mas nossos laços continuam tão importantes como sempre; pequenos gestos têm um grande impacto em nosso bem-estar.
O ano de 2021 desponta no horizonte sob o signo da esperança e todos nós, da família Orion, agradecemos a sua companhia, prezado leitor, ao longo desses meses, esperando que o novo ano o mantenha junto ao que mais preza: sua família, seus amigos e seu trabalho, sempre com muita saúde. Até lá!


Relacionados

27 jan 2021

SOLUÇÕES 360°: O QUE SÃO E ONDE VALE A PENA INVESTIR

Quem não gostaria de ser bem sucedido no comando de uma empresa? Em um cenário cada vez mais competitivo e desafiador, é fundamental controlar cada processo. Entre tantos modelos de gestão, destacam-se as soluções 360°, que proporcionam uma visão panorâmica e profunda de toda a empresa. Em toda empresa há uma divisão administrativa natural entre […]

Veja mais

02 jul 2021

Teste Post

LOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsvvvvLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsvLOREM imsLOREM imsvvvvvvLOREM imsLOREM imsvvLOREM imsLOREM imsvvvvvLOREM imsLOREM imsLOREM imsLOREM imsv

Veja mais

03 fev 2021

MAIS DO QUE PRODUTOS E SERVIÇOS: OS CLIENTES DE HOJE BUSCAM EXPERIÊNCIAS

Até pouco tempo, os clientes costumavam fundamentar sua lealdade no preço ou no produto, mas as coisas têm mudado. Os clientes de hoje permanecem leais às empresas devido à experiência que recebem. Isto rapidamente se tornou uma prioridade para as empresas e em 2021 não será diferente. A experiência do cliente (customer experience – CX, […]

Veja mais