Edifício Vila Lobos | Brasília | DF

5 de junho de 2019

SEMANA DO MEIO AMBIENTE

De 1º a 5 de junho comemora-se a Semana do Meio Ambiente e uma pergunta nos vem à mente: quando a sustentabilidade começou a ser uma preocupação na construção de prédios em nosso país?

Problemas como aquecimento global, escassez de recursos naturais e poluição têm tornado cada vez mais frequente a preocupação ambiental em nosso país. Busca-se um desenvolvimento que atenda às demandas do presente, sem comprometer as necessidades das futuras gerações. Erguer um empreendimento sustentável não significa apenas usar materiais eficientes em termos energéticos, construir parques e áreas verdes ao seu redor. A sustentabilidade está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente, usando os recursos naturais de forma inteligente para que eles se mantenham no futuro. Morar em um prédio que tem a característica da sustentabilidade deve fazer do morador uma pessoa que se preocupa com o meio ambiente.

A SUSTENTABILIDADE NO BRASIL

No Brasil, a expressão “sustentabilidade” ganhou maior importância após a realização da Conferência sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (ECO), realizada em 1992, no Rio de Janeiro. A década de 1990, portanto, foi a alavanca para a construção sustentável no Brasil. A partir daí, o conceito de sustentabilidade passou a ter mais força e a busca por alternativas mais econômicas e sustentáveis na construção civil se intensificou.

Hoje o número de prédios sustentáveis no Brasil é grande, com o país ocupando o 4º lugar entre os que mais produzem prédios verdes no mundo, atrás apenas dos EUA, China e Emirados Árabes, segundo o USGBC (United States Green Building Council), responsável pela certificação ambiental LEED. O Centro Sebrae de Sustentabilidade, em Cuiabá – MT, por exemplo, foi eleito, em 2018, o prédio mais sustentável das Américas.

UM OLHAR PARA O FUTURO

O conceito básico da sustentabilidade é fazer uso dos recursos naturais de forma a permitir que as gerações seguintes também possam utilizá-los, ou seja, é uma concepção baseada no futuro. Com o crescente interesse pelas construções sustentáveis, os prédios com sistemas ambientalmente corretos terão seu valor elevado, enquanto os edifícios convencionais certamente se desvalorizarão. E isso tende a se acelerar, pois a tendência mundial é que as legislações sobre o meio ambiente se tornem mais rigorosas. Ao se adotar nova metologia, produtos e serviços mais sustentáveis, utilizando-se de noções básicas como ética, dignidade e responsabilidade ambiental, os efeitos serão multiplicadores.


Relacionados

03 fev 2021

MAIS DO QUE PRODUTOS E SERVIÇOS: OS CLIENTES DE HOJE BUSCAM EXPERIÊNCIAS

Até pouco tempo, os clientes costumavam fundamentar sua lealdade no preço ou no produto, mas as coisas têm mudado. Os clientes de hoje permanecem leais às empresas devido à experiência que recebem. Isto rapidamente se tornou uma prioridade para as empresas e em 2021 não será diferente. A experiência do cliente (customer experience – CX, […]

Veja mais

13 jan 2021

SUSTENTABILIDADE COLETIVA

Todos os desafios urgentes da sustentabilidade, seja a gestão de recursos hídricos escassos, a adaptação às mudanças climáticas ou a criação de cadeias de valor responsáveis, exigem novas formas de criatividade colaborativa e pessoas dispostas a implementar mudanças coletivamente em todos os níveis e em todas as áreas de nossa sociedade global. Vivemos em um […]

Veja mais

27 jan 2021

SOLUÇÕES 360°: O QUE SÃO E ONDE VALE A PENA INVESTIR

Quem não gostaria de ser bem sucedido no comando de uma empresa? Em um cenário cada vez mais competitivo e desafiador, é fundamental controlar cada processo. Entre tantos modelos de gestão, destacam-se as soluções 360°, que proporcionam uma visão panorâmica e profunda de toda a empresa. Em toda empresa há uma divisão administrativa natural entre […]

Veja mais